Justino

de
Carlos Amaral

Ficção, 7’27
Justino espera à porta de sua casa que o dia passe. Um homem visita-o com um pedido e um envelope com dinheiro. Montado na sua mota, Justino parte para fazer o seu ofício; o fogo posto, com vista a comprar finalmente uma televisão que sempre quis. Justino Justino Justino Justino